ENTENDER O MUNDO/ARTIGOS TEMÁTICOS
Premiações do Círculo Mundial do Cinema
 
Conheça
 
    ARTIGO      
 CINEMA Imprimir Enviar Guardar
 
No século 19, a indústria cinematográfica era dominada pela Edison Trust, de propriedade de Thomas Edison. Naquela época, estava baseada em dois aspectos: as patentes de câmeras e projetores e a exclusividade do uso da película criada pela Kodak. Insatisfeitos com os altos custos do mercado, produtores independentes instalaram aquela que viria a ser uma das maiores indústrias do século 20, a industrialização dos sonhos, e assim, nascia no distrito da Califórnia, em Los Angeles, a famosa Hollywood.

O auge foi nos anos 1930. A cada semana um filme novo era colocado em cartaz e estrelas e astros nasciam da noite para o dia. Visto como ferramenta para a difusão dos valores americanos, o cinema hollywoodiano foi usado para a dominação cultural, a divulgação da supremacia dos EUA e o aumento da lógica do consumo por todo o globo.

Mesmo com uma série de dificuldades conjunturais e comerciais, o cinema hollywoodiano continua dominando o mercado mundial, passando agora a investir em coproduções em alguns países e demandando artistas estrangeiros, atores, diretores, desenhistas, músicos, para criar um certo ar de indústria globalizada, que incorpora o melhor de todo o mundo.

Trabalham na produção de um filme, não só no dos hollywoodianos, profissionais de diversos ramos de atividades. Chama-se de indústria cinematográfica o conjunto de empresas envolvidas nas diversas etapas de fabricação de produtos artísticos e técnicos de cinema, vídeo e outros meios audiovisuais. Estas empresas são, entre outros, dos seguintes tipos: estúdios cinematográficos, produtoras de cinema e vídeo, distribuidoras, circuitos e salas de exibição, prestadoras de serviço a produções (aluguel de figurinos; aluguel de cenários e peças cenográficas; aluguel de equipamentos de fotografia, luz e som; aluguel de animais treinados; dublês).

Até mesmo aqueles que nunca pisaram num estúdio de cinema conseguem imaginar o quão difícil é fazer um filme. Construir os sets de gravação e lidar com o temperamento das estrelas são apenas duas das maiores dificuldades durante o processo. Agora, adicione a isso a necessidade de gerenciar uma equipe gigantesca com dezenas de centenas de colaboradores, conteúdo para ser aprovado e a necessidade de compartilhar inúmeros arquivos de áudio e vídeo. É possível imaginar o quão atarefada é a rotina nesses lugares.

Mas, tudo vale a pena quando o filme entra em cartaz, principalmente em grandes cinemas. E vale ainda mais quando é premiado. São várias as premiações que acontecem anualmente, algumas há muitos anos. A seguir são apresentadas as mais conhecidas.

Foto: Alberto E. Rodriguez / Getty Images North America / Afp Photo



OSCAR
O Oscar é, sem dúvida, a premiação mais famosa do cinema. Criado pela Academia das Artes e Ciências Cinematográficas em 1927 é visto por milhares de pessoas ao redor do mundo como um dos eventos mais importantes de Hollywood. 

O Oscar em si é uma pequena estatueta de 35 cm de altura pesando quase quatro quilogramas, feita de estanho folheado a ouro de catorze quilates, em forma de um cavaleiro sobre um pedestal no formato de um rolo de filme, com uma espada de cruzado atravessada verticalmente ao peito. Seu valor real é cerca de 500 dólares, mas seu valor simbólico é incomensurável, pelo prestígio profissional e popular que concede ao premiado e pelo faturamento que pode dar a um filme.

A primeira entrega dos prêmios da Academia aconteceu em 16 de maio de 1929, no Hotel Roosevelt em Hollywood, para honrar as realizações cinematográficas mais proeminentes de 1927 e 1928. Já a primeira cerimônia televisionada foi em 1953, somente nos Estados Unidos e no Canadá. Em 1966, aconteceu a primeira exibição a cores. Desde 1969, a cerimônia é exibida em âmbito internacional. Em 1970, Brasil e México foram os primeiros países, além dos Estados Unidos e do Canadá, a televisionarem o evento ao vivo, via satélite. Atualmente, os prêmios da Academia são transmitidos pela televisão para mais de 200 países, se tornando assim um dos maiores eventos televisivos do mundo. Segundo a Enciclopédia Novo Mundo, estima-se que mais de um bilhão de pessoas assistem ao Oscar ao vivo ou gravadas a cada ano, equiparando a cerimônia a audiências de eventos televisivos mundiais importantes como a Copa do Mundo FIFA e os Jogos Olímpicos. A cerimônia de 1998 mantém o recorde da maior audiência da história dos Prêmios da Academia, onde foi registrado que 57,25 milhões de pessoas assistiram à transmissão somente nos Estados Unidos.

No Brasil, a primeira transmissão do evento ocorreu em 1970, quando a TV Tupi exibiu, ao vivo e via satélite, para várias regiões do país (através da Rede de Emissoras Associadas), a cerimônia. Atualmente, a cerimônia de premiação é transmitida pela Rede Globo e pelo canal de televisão por assinatura TNT.


2019: INDICADOS AO OSCAR
A lista dos indicados ao Oscar 2019 foi divulgada no dia 22/01. A cerimônia acontecerá no dia 24 de fevereiro, em Hollywood. Confira os destaques do Oscar:

  • Roma (2018), de Alfonso Cuarón e The Favourite (2018, A favorita), de Yorgos Lanthimos lideram com 10 indicações cada, incluindo filme, diretor e atrizes;
  • O mexicano Roma é o filme de língua não inglesa com mais indicações na história da premiação, empatado com o chinês O Tigre e o Dragão (2010), de Ang Lee;
  • A Star is Born (2018, Nasce uma estrela), de Bradley Cooper concorre em 9 categorias, incluindo filme, roteiro adaptado e duas indicações para Lady Gaga (canção e atriz). Mas Bradley Cooper ficou de fora como diretor;
  • Vice (2018), de Adam McKay tem oito chances de ganhar, incluindo filme, diretor e ator (Christian Bale, favorito ao lado de Rami Malek, por Bohemian Rhapsody);
  • Black Panther (2018, Pantera Negra), de Ryan Coogler é o primeiro filme de super-herói indicado na principal categoria do Oscar;
  • A grande surpresa da lista é o polonês Guerra Fria (2018), de Pawel Pawlikowski com indicações para diretor, fotografia e filme estrangeiro;
  • Bohemian Rhapsody (2018), de Bryan Singer e Green Book - O guia (2018), de Peter Farrelly têm cinco indicações, incluindo filme;
  • First Man (2018, O primeiro homem), de Damien Chazelle e Mary Poppins Returns (2018, O retorno de Mary Poppins), de Rob Marshall estão em quatro categorias, todas técnicas.

Curiosidades sobre a famosa premiação:

  • A estatueta do Oscar, diferentemente do que muitos imaginam, não vale milhões de dólares. Há uma regra que busca proibir sua venda, então, quando os atores recebem o prêmio precisam assinar um contrato com a Academia se comprometendo a oferecer a estatueta primeiramente a ela pelo valor de um dólar;
  • Durante todos esses anos, o nome mais premiado da Academia é o de Walt Disney, que já levou exatamente 22 Oscars para casa;
  • A atriz que mais ganhou estatuetas é Katherine Hepburn, com quatro prêmios. Já o ator mais premiado de todos os tempos são, na verdade, três: Jack Nicholson, Daniel Day-Lewis e Walter Brennan, com três estatuetas cada;
  • Durante a Segunda Guerra Mundial não havia quantidade suficiente de metal para a fabricação das peças, que foram entregues em uma versão em gesso;
  • Em 1976, Peter Finch ganhou na categoria de melhor ator pela sua atuação em Network (1976), de Paddy Chayefsky, mesmo após a sua morte. Além dele, Heath Ledger, por seu papel em The Dark Knight (2008, Batman: o Cavaleiro das Trevas), de Christopher Nolan também foi premiado postumamente, como melhor ator coadjuvante;
  • Ben-Hur (1959), de William Wyler, Titanic (1997), de James Cameron e The Lord of the Rings: The Return of the King (2003, O Senhor dos Anéis: o Retorno do Rei), de Peter Jackson são os filmes que mais receberam prêmios em toda a história. Cada obra teve 11 vitórias em diferentes categorias;
  • Beatrice Straight é atriz premiada com um Oscar pela atuação mais curta. Sua participação no filme Rede de Intrigas (1976), de Sidney Lumet durou apenas 5 minutos e 40 segundos;
  • Para poder concorrer ao Oscar, é necessário que o filme fique em cartaz por pelo menos duas semanas na cidade de Los Angeles. Já imaginou quantos filmes chegam aos cinemas da cidade?


PALMA DE OURO (FESTIVAL DE CANNES)
Em francês, Palme d'or.

Este é, muito provavelmente, o segundo maior prêmio do mundo do cinema. Entregue em Cannes, na França, a premiação Palma de Ouro existe desde 1955 e é conhecida pelo altíssimo rigor crítico. A escolha anual é feita por um júri composto por profissionais internacionais ligados ao cinema, entre filmes inscritos de diversas partes do mundo, e se realiza durante o mês de maio.

Alguns dos mais notáveis diretores da história do cinema já tiveram seus filmes premiados em oportunidades diferentes, entre eles Federico Fellini, Luchino Visconti, Francis Ford Coppola, Mike Leigh, Claude Lelouch, Akira Kurosawa, Roman Polanski, Michael Haneke e Martin Scorsese.

Sendo um dos mais importantes e prestigiados prêmios de cinema do mundo, a Palma de Ouro foi atribuída pela primeira vez ao filme norte-americano Marty (1955), de Delbert Mann, e desde então, só não foi entregue entre os anos de 1964 e 1974, quando foi substituída pelo Grand Prix, prêmio que, até 1954, era dado em Cannes como prêmio principal, e que ainda hoje é outorgado aos filmes que são premiados com um simbólico segundo lugar, com o nome de Grand Prix du Juri. Assim, apenas os filmes premiados entre 1955 e 1963 e de 1975 aos dias de hoje são considerados oficialmente como vencedores da Palma de Ouro. Em maio de 1968, quando uma onda de protestos estudantis eclodiu em Paris e espalhou-se por toda a França, o Festival foi cancelado e não houve premiação.


URSO DE OURO
Urso de Ouro (em alemão: Goldener Bär) é o prêmio de maior prestígio do Festival de Berlim e é um dos mais importantes e prestigiados prêmios de cinema do mundo. É entregue desde 1951 para a melhor obra do ano, escolhida pelo júri internacional. Desde 2007 também é entregue para o melhor curta-metragem do ano. A estatueta foi criada pela artista Renée Sintenis. O Brasil ganhou seu primeiro troféu em 1998, com Central do Brasil (1998), de Walter Salles. Na ocasião, Fernanda Montenegro também foi agraciada com o prêmio de melhor atriz. Em 2008, depois de dividir a crítica (alguns críticos aclamaram o filme como uma "verdadeira obra-de-arte" enquanto para outros se tratava de um filme fascista), Tropa de Elite (2007), de José Padilha, trouxe novamente a estatueta para o Brasil.

GLOBO DE OURO
Em inglês, Golden Globe Awards, são premiações entregues anualmente aos melhores profissionais do cinema e da televisão dentro e fora dos Estados Unidos.

Entregues desde 1944 pela Hollywood Foreign Press Association (Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood), são reconhecidos como uma das maiores honras que um profissional dessas indústrias possa receber, sendo o maior prémio da crítica, já que o Oscar e o Emmy são prêmios atribuídos através da avaliação dos respectivos pares.

O Globo de Ouro é entregue no começo de cada ano (no formato de um jantar para os indicados e convidados), baseando-se nos votos de 93 membros da Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood e que são associados com a mídia de fora dos Estados Unidos. A cerimônia é realizada desde 1961 no Hotel Beverly Hilton, em Los Angeles.

Atualmente o canal de televisão por cabo TNT possui os direitos de retransmissão da festa de premiação para o Brasil. O canal Sony deteve os direitos de retransmissão da cerimónia de entrega dos prémios até o ano de 2006.

Para se ter uma ideia, só para melhor filme são três categorias: drama, comédia ou musical, animação e estrangeiro.


MTV MOVIE & TV AWARDS
O MTV Movie & TV Awards (antigamente chamado de MTV Movie Awards) é uma cerimônia de entrega de prêmios do cinema e da televisão dos EUA transmitida anualmente pela MTV. Os indicados e eventuais vencedores são escolhidos pelo público através das plataformas digitais da emissora. A primeira cerimônia ocorreu em 1992 e a mais recente foi em 18 de junho de 2018, em Nova Iorque, Califórnia. O icônico troféu recebido pelos vencedores representa um recipiente contendo pipoca, sendo popularmente chamado de Golden Popcorn (ou Pipoca Dourada). Em 2017 a premiação mudou de nome para MTV Movie & TV Awards, unindo prêmios para filmes e programas de televisão.  A moderna premiação tem seus indicados escolhidos pelo público através do site oficial.

BAFTA
A British Academy of Film and Television Arts (Academia Britânica de Artes do Cinema e Televisão) é uma academia britânica responsável, desde 1947, pela premiação anual à excelência de trabalhos realizados em cinema, televisão, filmes e em outros meios audiovisuais.

É a segunda maior premiação da história do cinema, e um indicativo da importância do BAFTA como meio de reconhecer atores, diretores, produtores e demais profissionais de cinema, televisão e artes audiovisuais, pode ser medida por sua espirituosa denominação de Oscar Britânico. É reconhecida também pela sua exigência e rigidez em suas análises de méritos. Conhecido por sua rigidez e exigência nas análises, a premiação ocorre anualmente em fevereiro, em Londres.


FRANBOESA DE OURO
Framboesa de Ouro (no original em inglês Golden Raspberry Awards, abreviado Razzies e Razzies Awards) é um prêmio cinematográfico humorístico dos Estados Unidos, criado pelo publicitário de Hollywood John Wilson como uma paródia do Oscar.

O objetivo da brincadeira é premiar os piores atores, filmes e demais atributos cinematográficos apresentados ao longo do ano.  Votam 657 membros da Associação Prêmio Framboesa de Ouro (Golden Raspberry Award Foundation), que inclui jornalistas, cinéfilos e internautas.

A "premiação", sempre em tom de deboche, normalmente segue o cronograma do Oscar — inicialmente a cerimônia no mesmo dia, depois indicações e premiação um dia antes das da Academia. Em 2012, teve as indicações um dia antes da premiação do Oscar, e a cerimônia em si no dia 1 de Abril, dia da mentira. A fruta é usada no sentido da expressão "blowing a raspberry", que é simular o som de flatulência com a boca.

Ganha a Framboesa de Ouro o filme votado como o pior do ano e outras categorias cômicas como "Pior Desculpa para Filme de Terror" e "Pior Desrespeito por Vidas Humanas e Propriedade Pública".

O "prêmio" é uma framboesa de plástico sobre um filme Super-8 pintado de tinta dourada, com valor aproximado de 4,97 dólares. Os vencedores são convidados a receberem o prêmio e alguns aceitam.


LEÃO DE OURO
Em italiano, Leone d'Oro, é o prêmio máximo concedido pelo júri do Festival Internacional de Cinema de Veneza (Mostra Internazionale d'Arte Cinematografica), um festival internacional de cinema que é realizado anualmente em Veneza, Itália, desde 1932. O prêmio foi introduzido em 1949 pelo comitê organizador e agora é considerado como um dos prêmios mais ilustres da indústria cinematográfica.

Anteriormente, o prêmio equivalente foi o Grande Prêmio Internacional de Veneza, concedido entre 1946 e 1948. Antes disso, de 1934 a 1942, os prêmios mais importantes foram a Coppa Mussolini para Melhor Filme Italiano e Melhor Filme Estrangeiro.

Nenhum Leão de Ouro foi concedido entre 1969 e 1979. De acordo com o site oficial da Bienal, este intervalo foi um resultado do Leão de 1968 sendo concedido ao radicalmente experimental Die Artisten in der Zirkuskuppel: Ratlos. O que chama atenção na premiação italiana é a diversidade geográfica das produções vencedoras.


GRANDE PRÊMIO DO CINEMA BRASILEIRO
A premiação brasileira é organizada pela Academia Brasileira de Cinema e concedida ao melhor filme estrangeiro e aos melhores do cinema brasileiro em diversas categorias. Este prêmio recebeu o nome de Grande Otelo para homenagear o renomado ator.

É um prêmio diferente de todos os outros porque é organizado e votado pelos próprios profissionais, uma forma da própria classe celebrar o seu trabalho e dar o devido reconhecimento ao talento de seus profissionais.

Desde 2004, a votação passou a ser feita via internet, pelo site da Academia, e cada sócio recebe uma senha eletrônica para votar. A apuração é feita pela PricewaterhouseCoopers, a mesma empresa de auditoria que faz a apuração do Oscar.

Na fase de indicação, as cinco obras de cada categoria que passarão para a etapa seguinte são escolhidas pelos membros do Conselho Acadêmico da Academia, por meio dede uma cédula de votação eletrônica com a lista completa de todos os concorrentes. Terminado o processo de apuração do primeiro turno, uma nova relação com os cinco escolhidos em cada categoria é enviada ao Conselho Acadêmico, que escolhe, então, os vencedores. Nas duas etapas, a votação é secreta e a abertura das cédulas é realizada pela Price.

A primeira edição do prêmio ocorreu em setembro de 2002, e era chamado de Grande Prêmio BR do Cinema Brasileiro, pois era patrocinada pela BR, distribuidora de combustíveis da Petrobras, o nome foi mudado alterado com o prêmio, que era chamado de Grande Prêmio Cinema Brasil. O grande vencedor da primeira edição foi o filme Bicho de Sete Cabeças (2000), de Laís Bodansky, que conquistou sete prêmios.

Em 2003, com o fim do patrocínio pela BR, a edição foi realizada com recursos doados por exibidores e distribuidores. Nesta edição, os grandes vencedores foram os filmes Cidade de Deus (2002), de Fernando Meirelles e Katia Lund, e Madame Satã (2002), de Karim Aïnouz.


FESTIVAL DE GRAMADO
Festival de Gramado é um festival de cinema do Brasil, realizado anualmente no Palácio dos Festivais, no município de Gramado, no estado do Rio Grande do Sul. Desde a sua 20ª edição, em 1992, inclui não apenas produções brasileiras, mas também filmes de origem latina, por isso sua designação oficial, "Festival de Cinema Brasileiro e Latino".

Oficializado pelo Instituto Nacional de Cinema (INC) e realizado pela primeira vez em janeiro de 1973, o Festival do Cinema Brasileiro de Gramado é um dos principais eventos do gênero do país.


PARA SABER MAIS, LEIA TAMBÉM