ENTENDER O MUNDO/BIOGRAFIAS
Gandhi, a força da não violência
 
 
Entenda Compreenda Século XXI Teste
    ARTIGO      CRONOLOGIA     DESTAQUE      MITOS E SEGREDOS
 O PROCESSO DE DESCOLONIZAÇÃO
Imprimir Enviar Guardar
 
 
 
A Índia conseguiu sua independência do Imperio britânico, mas caiu subjugada pela nova economia

Com a crescente expansão européia a partir do século XV, começaram a se estabelecer estruturas coloniais que se mantiveram até o século XX. Durante quinhentos anos, as mudanças suscitadas deveram-se fundamentalmente à rivalidade entre as diferentes potências, que combateram ou apoiaram rebeliões coloniais de acordo com seus próprios interesses e como forma de ocupar o lugar de seus competidores. A maioria das guerras, mesmo as duas mundiais ocorridas no século XX, foi causada por esse mecanismo de dominação internacional.

A política colonial, basicamente, orientou-se sempre para a obtenção de matérias-primas nas colônias, de modo que pudesse alimentar a própria produção e ampliar os mercados para as manufaturas da metrópole. Depois da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), as novas potências emergentes, embora com diferentes justificações ideológicas, concordaram em dar início ao processo de descolonização. Na maioria dos casos, a concessão da independência política às antigas colônias só serviu para perpetuar as estruturas de dominação econômica, por meio de políticas neocolonialistas. Em numerosas oportunidades, essas políticas incluíam o acirramento deliberado dos conflitos religiosos ou interétnicos existentes nas antigas colônias, para forçar a criação de novos países sobre bases religiosas ou raciais, mais facilmente domináveis. Dividir para governar continuou a ser, de fato, o recurso político por excelência para manter o controle dos antigos territórios colonizados.

Esse foi o caso da Índia, onde o Reino Unido primeiro, e os Estados Unidos, União Soviética e República Popular da China (comunista) depois, manipularam as tensões herdadas do antigo poder colonial para expandir suas próprias hegemonias. Paquistão, Índia, Caxemira e Bangladesh são algumas manifestações dessa realidade. Nesse contexto, destaca-se com vigor a figura do Mahatma Gandhi (1869-1948), e explica-se sua pregação em favor da descolonização e, ao mesmo tempo, da convivência pacífica entre as diferentes raças e religiões.